APRENDENDO COM MICHAEL JACKSON.

julho 14, 2009 at 8:21 pm 1 comentário

Com a morte do cantor Michael Jackson, podemos tirar algumas lições de vida, aprender um pouco mais sobre nós mesmos e rever onde estamos errando.

Verificando todos esses dias os noticiários, as homenagens, as reportagens, nota-se que somente agora o Michael Jackson está sendo  exposto de uma forma verdadeira ou pelo menos quase. De minha opinião pessoal  eu vejo no Michael, um homem doente da alma, um homem triste, enclausurado no próprio passado. Talvez ele não conseguiu ou não quizesse se libertar de seus traumas, de suas dores, ou ainda não tivesse consciência deles ou que poderia se libertar.

Todos nós temos traumas, e  que se não olharmos para dentro, e  não tomarmos consiência deles, eles perpetuarão em nossas vidas, fazendo dessa forma uma vida de sofrimentos.

Quando somos crianças sofremos algumas agressões físicas, outras verbais, e muitas vezes em nome do amor, nos matam interiormente, não deixando ser quem somos para sermos o que eles querem, não respeitam nossas vontades e nem nosso ser.  Mas acabamos  crescendo,  e se deixarmos a raiva dominar nosso ser, e não perdoarmos, nós acabamos sofrendo de uma forma ou de outra, porque a dor existe e continua a dominar.

Quantas vezes damos poder ao outro? várias é minha resposta. Quando damos poder ao outro, esquecemos de nós, que somos únicos e que mercemos o amor e respeito primeiramente de nós e depois dos outros. Nosso poder é passado para a mão dos outros quando damos mais importância para que o outro pensa a respeito de nós, e acabamos nos influenciando e mudando muita coisa em nós. Ex: Michel deu poder para os outros quando dava importância para o que era dito de seu nariz e de suas espinhas e acabou não aceitando sua aparência, nunca fazendo as pazes com seu nariz. Que possamos aceitar nosso corpo do jeito que ele é, que amemos nosso corpo sempre.

Quem já não julgou uma pessoa? um fato? Todos nós ou quase o mundo inteiro. Imagina  como você se sentiria se te acusassem de pedofia, de abusos infantis, muito mal, mas muito mesmo, várias emoções são afloradas, a raiva, a triteza, a magoa, a angustia, o medo, sentimento de injustiça, e tantos outros. É mas você pode pensar quem não deve não teme, porque dar importância para os outros, minha conciência está tranquila.  Uma acusação desse tipo é grave, pois está e jogo muita coisa, a liberdade, a vida de uma pessoa em si, a carreira, a família, a desconfiança  das pessoas etc. Uma pessoa que  já foi acusada por um crime que não cometeu, sabe o quanto desgastante é, e  que para muitas delas a vida parece acabar, dificilmente conseguem  se livrar desse trauma, acabam se afundando em antidepressivos, ansiolítcos, calmantes e outras drogas. Parece que foi isso o que aconteceu com o Michael, uma das irmãs disse que ele depois das acusações se fechou em si cada vez mais, e pelo que dá a entender essas acusações eram falsas, pois um dos meninos disse a imprensa que foi obrigado pelo pai, por causa do dinheiro de Michael. Um ato de acusação, de julgamento, de caluniar pode sim matar uma pessoa internamente uma pessoa que é despreparada para lidar com a maldade do mundo. Por isso não vamos julgar, e vamos ser preparados para lidar com a maldade dos outros, vamos aprender a proteger nossas emoções.

Nossa vida é repleta de altos e baixos, de coisas boas e ruins,  temos que aprender a lidar com isso tudo, a ter força para enfrentar a vida e não nos refugiarmos em medicamentos que trazem sensação de bem estar. Uma grande parte da população é vicida nesses medicamentos, e esquecem que buscar sua força interna. Esses medicamentos apenas causam mais mal ao ser humano do que bem, seu beneficio é muito pequeno em relação aos efeitos colaterais que eles causam. O Michael é prova disso.

Todos nós somos crianças em agumas horas da vida, e isso é muito bom. Temos uma criança interna que precisa de nosso reconhecimento e amor, então que amemos essa criança, e que deixemos ela brincar de vez enquando, vamos ser criança, vamor rolar na lama, brincar de esconde esconde, ir ao parque se divertir, pular amarelinha, deixe de ser um adulto sisudo. O Michael quando adulto deixou sua criança se exteriorizar, não podemos julga-lo se ele era uma eterna criança, ou se sabia dividir seu adulto da criança, apenas quem convivia com ele pode ter uma ideia mais concreta sobre isso.

Toda pessoa pública é alvo de muitas coisas, elas tem que saber proteger suas emoções muito bem, porque se não acabam se perdendo nas ladeiras da mídia, e esta, muitas vezes é muito ingrata e perversa, acaba por matar uma pessoa interiormente, e o resultado pode ser catastrófico. 

O Michel Jackson  nos deixou muitas lições vida, eu aprendi muito esses dias, e que  quando eu lembrar dele, eu lembre de seu sorriso de criança.

Cristiane Renata C.C.A.Silva.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

OSHO. Criando a própria vida. OS 10 MANDAMENTOS DO CÃO.

1 Comentário Add your own

  • 1. vazamentos de água  |  julho 15, 2009 às 5:40 pm

    Muito interesante sua visão. Que possamos realmente rever nossas vidas.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Calendário

julho 2009
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Somos todos um


%d blogueiros gostam disto: